3 de dez de 2016

O ANTÍDOTO PARA A MAIOR ENFERMIDADE INTERIOR – O RESSENTIMENTO

O que lhe causa ressentimento pode também ser a matéria prima para a paz interior.

Repare que toda vez que alguém lhe causa um ferimento psicológico, não é você que a pessoa está visualizando ao agredi-lo. Ela na verdade está lhe apontando, mas a imagem que esta pessoa vê em você pode muito bem não corresponder a tua imagem, e sim, tal imagem pode ser uma ilusão criada na mente dela, com base em preconceito gerado em outras situações que ela vivenciou, ou de alguma doutrina, ou fofocas e boatos que a ela foram impostas, ou simplesmente o agressor é uma pessoa mal amada ainda mais doente.

Ao entender assim, a pessoa agredida deve compreender que a primeira vítima é o agressor e que ele está terrivelmente doente.

A pessoa que é agredida, ao se garantir que é inocente, pode neutralizar os efeitos da agressão. Basta entender que tudo pode ter sido apenas um engano, ou ignorância do agressor. Ou ainda, algumas pessoas se sentem molestadas quando alguém atribui excessivamente questões ao seu deus ou deuses pessoais, ao não acreditar no mesmo deus o outro se sente ofendido e se isso acontece psicologicamente isso causa desconforto e abre caminho par o ressentimento, e para piorar esse pensamento negativo persiste em procurar arquivos residuais de outros fatos já amargados anteriormente, e repete isso sucessivamente em um ciclo vicioso cada vez que sente magoa de alguém ou algo que lhe acontece.
Esses arquivos residuais que geralmente são vestígios de danos causados por violência doméstica ou bullyng na infância são acionados com forte sensação de ódio e revolta. Eis a patologia da vítima da agressão, seja, física ou verbal.


Então, como é possível reverter isso tudo em antídoto para a cura do próprio mal, igual como o antídoto de um veneno de cobra?

Igual como um antídoto para o veneno de cobra!

Ao compreender que o agressor é na verdade vítima de má educação, doutrinas ou qualquer que seja a patologia, você está apto para agir como um médico que usará o veneno manipulado para curar sua ferida provocada pelo próprio veneno.

Veja o agressor como um enfermo que precisa de sua ajuda. Não fuja. Tenha piedade dele pela enfermidade que o coitado carrega.

Deseje-o a cura, permitindo que ele desabafe e que ele manifeste a loucura de sua enfermidade.

Ao pensar e agir dessa forma vai se sentir tão forte que nada poderá lhe obscurecer a paz.

O outro está adoecido e você é a cura. A cura por sua vez lhe torna imune ao ressentimento, porque entende que não há violência contra si, e que toda a violência acontece apenas na mente do enfermo.

Aceitar a agressão como violência é aceitar uma mentira criada pelo agressor.

Aceite a agressão como uma oportunidade de usar seu poder de cura.

Depois de algum tempo enxergando as pessoas ofensivas e similares como enfermas, você vai notar que está passando a desejar que alguém lhe ofenda, e lhe agrida verbalmente.

Isso ocorre por que a sensação de superioridade e a capacidade mágica de cura da sua mente equilibrada eleva sua autoestima, segurança e autocontrole a cada evento, fazendo-o se sentir até feliz.

É isso mesmo que venha mais, porque sou poderoso e quero sentir esse poder cada vez mais. Pois a sensação é maravilhosa, realmente mágica.

Mas quanto a ser antídoto para os outros?
Aí se trata de uma relação de efeito reverso.

O que não lhe causa dano não adianta atirar em sua direção.

Mas há mais, há algo muito misterioso que não posso explicar por falta de conhecimento sobre a fonte.

Trata-se da Lei da Atração. É um fenômeno muito discutido no mundo hoje e na antiguidade, há mais de seis mil anos atrás já era descrito como um poder divino. Os teístas atribuem esse fenômeno aos seus deuses, filósofos e cientistas mais céticos da necessidade de um deus para criar a vida, referem-se a esta lei como mais uma das inúmeras leis universais, de um universo não consciente.

A origem desse fenômeno é um mistério e mistério é aquilo que ainda não sabemos sua origem.

Mas enfim, a lei da atração garante que os similares se atraem e se você se tornou, ao invés de um enfermo ressentido, um antídoto para essa enfermidade, então, você com sua energia restauradora emanando, estará não só curando outros enfermos, mas também os transformando em antídotos e atraindo outros iguais ao que você é agora.

Tudo é uma questão de aceitação. Aceite as agressões como oportunidade, aceite as diferenças, as crenças e a diversidade e tudo lhe será cura para o ressentimento.

Ao se tornar uma pessoas livre de ressentimento e muito feliz, vai atrair para si e ser atraído para ambientes com estas mesmas características, que lhe garantirão cada vez mais segurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário